skip to main | skip to sidebar

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Campo de concentração de Tarrafal: as histórias que não foram contadas


Para quem vem de fora, digo, de fora do Tarrafal ou de fora do país, o CCT não é nada mais do que um presídio para onde eram exilados os presos políticos portugueses e outros de menores delitos. De facto o campo era um presídio mandado construir pelo Salazar de Portugal, na época colonial; primeiro não passava de 12 barracas de lona, para onde exilava aqueles que tinham ideias liberais e outros que simplesmente e por qualquer motivo menor eram presos; mais tarde o campo passou a ser presídio de presos políticos cabo-verdianos e, por último, passou a ser o primeiro quartel militar de Cabo Verde.

Campo de Concentração do Tarrafal.

Agora, que fique aqui um detalhe acerca da escolha do Tarrafal para a construção do presídio: sempre se escolheu Tarrafal, o primeiro foi o de São Nicolau, mas fracassou, por isso foi feita na ilha de Santiago. O nome Tarrafal significa “mal”, isso pode ter sido porque de facto de origem latina a palavra signifique isso mesmo ou porque uma planta chamada Tarrafal abundava nessa área.

Se eu te dissesse que aquele presídio era uma verdadeira escola com certeza havias de duvidar. O presídio era uma comunidade de intelectuais que, apesar do regime duro sob o qual se vivia, tinham tempo para trocar conhecimentos. Só para teres uma noção a primeira máquina de gelo do país foi inventada por eles; uma vez salvaram famílias de ficarem sem pagamento ao fazerem uma chave para abrir o Banco na Praia, capital de Santiago e de Cabo verde, construíram a central eléctrica, construíram caris para transporte de água de fora para dentro do presídio. Um indivíduo que chegava como um analfabeto saia de lá já um homem instruído e letrado.

O campo era um verdadeiro despejo de condenados à morte. O médico dava uma grande ajuda na morte dos presos. O senhor doutor Prata, primo do Salazar, que foi mandado ao presídio como médico, isso de fachada, porque na verdade estava lá mais para fazer o registo de óbito do que para ajudar, só requeria medicamentos da metrópole para vender aos moradores de Tarrafal. Os médicos, presos, que ajudavam os seus companheiros de campo eram castigados.

Actualmente o campo é um museu mas o governo tem outros planos para o campo: transformá-lo ou numa escola, ou num presídio, para aliviar a cadeia de São Martinho, ou uma unidade hoteleira, ou centro de juventude, ou simplesmente deixá-lo como museu.

1 coisa(s) escrita(s) depois:

  1. Na minha opiião é muito importante preservar a história do povo, as suas raízes, a sua cultura, mas o CCT é um lugar que foi marcado por grandes horrores e acho que isso é uma coisa de que as pessoas não gostariam de ter recordações, por isso acho que onde outrora foi um lugar de ignorância entre os homens devia ser agora um lugar de aprndizagem um lugar para se aprebder a conduzir a partir do caos e da destruição.

Enviar um comentário

Aí pela web

2leep.com

Seguidores via NetworkedBlogs